Postagens

Mostrando postagens de 2009

Criados para responsabildade

Imagem
Bom, estamos “nóis” ai de novo. A vida tá corrida e as responsabilidades só crescem. Estou para mudar para meu novo apartamento e a ansiedade está grande. Mas vamos para nosso ponto, que é o de vermos a consistência do fato de Deus ser o criador de tudo que existe, seja em termos físicos, conceituais, circunstanciais e espirituais, com a responsabilidade humana.

Esse ponto logo emerge quando buscamos estabelecer uma epistemologia pautada numa realidade criada. A pergunta é óbvia: “se tudo é criado por Deus, então, onde está nossa responsabilidade?” O problema nesses casos está justamente em vermos o conceito de responsabilidade do Criador, ao invés do nosso. Para nós, responsabilidade está ligada à possibilidade de se fazer diferente daquilo que escolhemos; de outra forma, responsabiliza-se a pessoa que tinha duas possibilidades diante de si e a liberdade de autonomia de poder escolher entre essas duas opções. Contudo, essa visão carece de uma avaliação cuidadosa.

Vamos pensar em como…

Criados para o Criador

Como escrevi na última postagem, vamos tratar sobre as implicações epistemológica para a teotelologia do universo. De fato, o que iremos trabalhar é quais são as consequências para nosso entendimento do propósito da criação, diante do fato de que tudo é criado. Além de entendermos que Deus estabeleceu cada aspecto da existência de tudo o que há, temos como consequência que tudo que foi criado o foi para satisfazer seu criador.

O que tem de ficar claro é que o Senhor criou para si. Não podemos pensar que alguém se dedicaria tanto no estabelecimento de um plano e na execução de tudo que está ligado a ele, se não fosse para sua satisfação. Diferentemente do que muitos podem pensar, entender que estamos num mundo criado é entender que este mundo, totalmente estabelecido e controlado por aquele que o criou – justamente por isso é que ele o controla – é entender que tudo isso é voltado para seu criador.

Unindo as duas idéias, podemos ver que, ao estabelecer cada ser que há na criação, i…

Predestinação, vamos tentar chegar lá?

Imagem
Faz um bom tempo que não posto algo em meu blog. A correria do dia a dia tem me afastado dessa atividade – escrever – que tanto gosto. Não tive tempo nem de falar sobre a Reforma no dia 31, pois estava envolvido com as comemorações de meu presbitério, que por sinal sou o presidente.

Desde minha última postagem muita coisa tem acontecido e até já vislumbrando minha mudança para meu novo lar – estamos realmente ansiosos. Apesar de todos os acontecidos, tenho tido o desejo de escrever sobre algo que dá pano para manga há muito tempo na vida de minhas ovelhas, e na história da igreja: Predestinação.

Essa palavra soa quase como um palavrão aos ouvidos de muitos, ao ponto de alguns palhaços do evangelicalismo brasileiro dizerem que é doutrina do diabo. Não nego a controvérsia entorno do assunto, mas não podemos simplesmente tratá-lo como um bicho de sete cabeças, incompreensível e execrável. Afinal, essa doutrina é ensinada e defendida desde o início da igreja, o que nos leva a crer que, …

Alegria na herança

Imagem
Como um herdeiro da Reforma Protestante tenho muito que agradecer a Deus. Em primeiro lugar, sair do jugo católico trouxe uma nova perspectiva de relacionamento com Deus. Com a doutrina do sacerdócio universal não mais precisamos nos submeter à vontade de um clero que se coloca na posição de indispensável. Com isso, não mais tememos a excomunhão, ainda praticada, tão pouco temos a necessidade de sair de onde estamos para louvar a Deus.

Em segundo lugar, podemos ter verdadeiro conhecimento da vontade de Deus. Com a Bíblia traduzida para o vernáculo, todos podem examiná-la e verificar se o que se prega é bíblico. Antes, o conhecimento era fechado ao povo e aberto somente a uns poucos do alto clero. Documentos secretos, a Bíblia no máximo em Latim e um constante atravanco do desenvolvimento científico legaram ao povo séculos de escuridão, longe da verdade que liberta. Com a Reforma, a pregação da Palavra ganhou seu brilho novamente: Cristo! Aliás, a pessoa de Cristo ganhou seu lugar d…

Pré-reformadores

Imagem
Continuando a falar da reforma protestante, temos de nos lembrar que Lutero não foi o primeiro a pensar em mudanças. Muito antes de seu nascimento, homens de Deus entenderam os desvios da ICAR e buscaram implementar mudanças, ainda que simplesmente ensinando a verdade bíblica.

O primeiro nome que trataremos aqui é de Pedro Valdo. Esse comerciante convertido ao cristianismo em 1174 fez uma encomenda bem incomum: a tradução da Bíblia para a língua vulgata (língua comum, do povo, da nação). De posse desta tradução, ele iniciou uma jornada de pregação que logo agrupou cristãos que não só não aceitavam a autoridade Romana, como não aceitava o culto às imagens. É claro que enfrentou a perseguição católica e sua prática não se estendeu por muito tempo, ainda que os valdenses, seus seguidores, tenham se empenhado para tanto.

Um segundo nome dos pré-reformadores, que quero dar destaque, é de John Wycliffe (1320-1384). Esse inglês, basicamente, queria que a igreja retornasse à simplicidade d…

Introdução à Reforma Protestate

Imagem
Este é o mês da Reforma Protestante. Mais do que um evento de cunho religioso, a Reforma trouxe transformações para todas as áreas da vida humana. Antes, sob a égide católica, o mundo viveu a chamada era das trevas - período no qual o conhecimento e o desenvolvimento humano foram impedidos pela censura católica.

Durante séculos, sob uma pretensa devoção e fidelidade a Deus, a igreja romana fez de tudo para não perder o poder de controlar a vida e o céu. Armada com o dogma de que as chaves do céu estavam com a igreja, a ICAR censurou o pensamento, a expressão de idéias, queimou obras e pessoas e impediu qualquer avanço tecnológico, considerando a ciência inimiga da fé. Não faltam exemplos históricos, como Copérnico e Galileu, de homens que descobriram coisas que contrariavam a frágil teologia católica. Aproveitando-se de seu poder, e indo pelo caminho mais fácil, Roma logo iniciou o “cala boca” contra todos que representavam alguma ameaça ao controle exercido pela igreja.

Tristemente, de…

Socorro! Rio sede dos jogos olímpicos de 2016.

Chamem-me de mal humorado, mas sou contra o Rio como sede para os jogos olímpicos de 2016. Nossa vitória histórica trará para nosso continente, pela primeira vez, os jogos olímpicos. É uma grande honra e um importante acontecimento. De fato, não conheço povo melhor para receber os jogos do que nós.

Somos um povo festeiro. Gostamos de receber as pessoas. Nossa mistura de raças faz com que todos se sintam em casa. Temos uma paisagem receptiva no Rio de Janeiro e nosso clima ajuda bastante na realização de todos os esportes. Contudo, somos o pior povo para receber os jogos olímpicos.

Não sei se você sabe, mas brasileiro quer se dar bem em todas. Desde o grandão, até o menor, nosso “jeitinho” é o meio encontrado por muitos para conseguirem o que querem. No Pan do Rio já foi assim. Rios de dinheiro desviado de obras que poderiam ter saído até 70% mais baratas. Mas isso é para os grandalhões, que tem acesso a essas “boquinhas”; e o pequenos? Bom, os pequenos já começaram a ter sua parcela…

"Semivigarista" estupra namorada!

Imagem
Fiquei estarrecido essa semana. De fato, fiquei estarrecido duplamente essa semana. Minha esposa me pediu para ler a troca de e-mails entre Caio Fábio e duas irmãs. Uma foi namorada de um seminarista, que a estuprou como forma de subjulgá-la, pois ela não atendia suas "ordens" para que "abandonasse" o Caio. A outra mulher é a mãe do seminarista, que apóia a moça, sabendo bem quem é o filho. E digo que fiquei duplamente estarrecido, pois não só a história é cabeluda como poucas são, como também vi mulheres feridas e devassadas pelo sofrimento tomando atitudes amorosas e bem compatíveis com o evangelho de nosso Senhor.

Não vou trazer aqui o conteúdo, para isso basta ir ao site do Caio que você poderá ler tudo: http://www.caiofabio.com/2009/canal.asp?canal=00004; mas quero trazer minha tristeza com o cenário do evangelicalismo nacional. Nossas igrejas tem virado covis de pastores e lideranças ávidas por dinheiro, poder e sexo. Os escândalos envolvendo pastores e outros…

Brasileiro é ladrão mesmo!

Veja esse absurdo. Cidadãos, ditos de bem, passam por um acidente numa estrada mineira, e roubam a carga de eletrôncos. Reparem que não são carros furrecas, não - que até poderíamos dizer, sem querer justificar, que são pessoas pobres, desesperadas, precisando de um dinheiro -, pelo contrário, são carros de luxo, com bancos de couro e tudo. Depois querem dizer que político que é ladrão. Olha o povo como é! Político tem mais é que roubar mesmo, pois, como diz o ditado: "ladrão que rouba ladrão, tem cem anos de perdão"; ou seja, político só quer o perdão dele.
link: http://video.globo.com/Videos/Player/Noticias/0,,GIM1123435-7823-CARRETA+TOMBA+E+E+SAQUEADA+NA+BR,00.html

Em Espírito e em Verdade

Imagem
Em João 4 temos o encontro, em minha opinião, mais revelador dos evangelhos. O senhor Jesus pede a uma mulher samaritana que lhe dê água. Só por essa atitude do Senhor, considerando os meandros que cercavam a relação entre os judeus e os samaritanos (um grupo judeu marginalizado), já se pode verificar que aquele encontro teria grande significado. O que estaria um homem, de Nazaré, conversando com uma mulher samaritana e sozinha?

Já era estranho um judeu conversar com um samaritano, também era estranho um homem sozinho conversar com uma mulher; mais ainda um homem judeu conversar com uma mulher samaritana. Por isso a reação da mulher diante do pedido do Senhor. A resposta de Cristo dirige o diálogo para uma realidade muito mais profunda e real do que a velha rixa entre judeus e samaritanos.

Focada na literalidade da situação, aquela mulher ouve do Senhor que ele, um judeu que lhe pede água, tem algo para dar que mata a sede eternamente. A mulher não entende, não faz a menor ideia de qu…

Pastores constrangidos

Imagem
“pastoreai o rebanho de Deus que há entre vós, não por constrangimento, mas espontaneamente, como Deus quer; nem por sórdida ganância, mas de boa vontade;” (1Pe 5.2)

Pastorear não é tarefa fácil. Não só pelos defeitos dos outros, mas pelas limitações do próprio pastor. Contudo, não vejo os problemas da atuação pastoral de diversas pessoas que se dizem pastoras como uma simples questão de humanidade caída. Longe disso, tenho percebido o pastorado um campo muito fértil para pessoas que desejam exercer um domínio quase que total sobre seus fiéis.

Tristemente, o papel do pastor está sendo achincalhado em nossa sociedade, testemunha de tantos escândalos envolvendo ditos pastores. Refiro-me não só ao caso da igreja Universal, mas a tantos outros pastores que estão sendo investigados pelos mais diversos crimes – até mesmo pedofilia. O caso da IURD é antigo e é ofuscado pela briga Record x Globo e, sinceramente, para mim, não há inocentes nessa história; é cobra comendo cobra. Mas em tantos …

Santidade

Imagem
Gosto muito do texto de Colossenses 3 para falar sobre santidade. Acho-o muito oportuno para esse tempo, no qual a igreja do Senhor tem enfatizado tanto as bênçãos terrenas. Paulo trata do “daqui para frente” do convertido. Ele inicia o capítulo falando sobre o fato de sermos ressuscitados, para, então, tratar sobre o que devemos fazer diante de tal realidade.

Em sua descrição vemos, claramente, que ele está tratando de santidade. A começar pela nossa forma de pensar, como ressuscitados, temos de deixar o que é próprio deste mundo caído e buscar o que é celestial, ou espiritual. Mas o que mais me chama a atenção no texto é que Paulo diz que estamos mortos e nossas vidas ocultas com Jesus. Isso significa que nossa ressurreição se trata de morrer para o mundo e viver para Cristo. Paulo não estava se contradizendo, mas apenas afirmando que morrermos para algo – o pecado – e vivemos para outra realidade – Cristo.

É esta vida escondida em Cristo que temos de viver. Para tanto, temos de busc…

Verdade e liberdade

Imagem
“Disse, pois, Jesus aos judeus que haviam crido nele: Se vós permanecerdes na minha palavra, sois verdadeiramente meus discípulos; e conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará.” (João 8.32)

Nosso Senhor mostrou a relação intrínseca entre dois assuntos: verdade e liberdade. Mais do que isso, ele mostrou a ligação entre ser discípulo, permanecer em sua palavra e conhecer a verdade e ter liberdade. Aliás, um discurso muito atraente ao ser humano, sempre buscando seu sonho de liberdade, seja lá do que for, ainda mais para aquele tempo, quando os judeus se encontravam, mais uma vez, sob o domínio de outra nação.

Tristemente, a nação de Israel tinha de ser constantemente disciplinada. Sua infidelidade em seguir o pacto estabelecido por Deus os conduzia ao cativeiro, ou a sentir a mão de Deus os disciplinando. Interessantemente, quando mais o povo buscava a ilusão da autonomia, isso é, a andar conforme seus próprios caminhos, pior era a prisão que eles enfrentavam.

No tempo de Jesus, apó…

Alegria no Redentor

Imagem
Na igreja da qual sou pastor temos estudado os temas mais gerais que envolvem a queda e a redenção. Já vimos como se deu a queda; no que consistiu o pecado, de que modo ele nos afetou, ou os efeitos noéticos do pecado. Agora, temos abordado o lado da redenção. Vejo nos olhos de minhas ovelhas a alegria de rever e aprofundar o conhecimento sobre a obra de salvação de nosso Senhor. Contudo, devo dizer que o prazer maior é de minha parte.

Poder descrever com maior profundidade a obra realizada por Cristo, exaltar sua pessoa com sua verdade, e poder ensinar as minhas ovelhas e confiarem em seu Redentor é algo que me faz sentir realizado.

Vejo tantos motivos gloriosos em Cristo, que não consigo entender como alguém pode se lançar à justiça própria. A Bíblia, especialmente o livro de Hebreus, coloca Cristo como o grande profeta, sacerdote e rei, que realizou uma perfeita e incompletável – no sentido de que não exige nenhum tipo de acréscimo – obra de salvação. Infelizmente, muitos estão deix…

Brasileiros e brasileiras

Imagem
Maluf é conhecido por sua capacidade de negar mesmo diante das mais claras provas contra ele. Jabor uma vez disse que ele nega com tamanha cara de pau que nós duvidamos de nossa própria existência. Com os últimos acontecimentos e acusações envolvendo o presidente do senado federal, José Sarney, parece que tal capacidade de negação tem virado uma questão de sobrevivência.

Nosso “digníssimo” ex-presidente, com uma “biografia imaculada”, tem sido “vítima” de gravações. Nessas gravações ouvimos o “imaculado” fazendo acertos e garantindo o emprego de familiares. É claro que nós, brasileiros de mentes maculadas, logo já pensaram que tal acerto na surdina tratava-se de mais uma maracutaia. De modo algum! Tudo trata-se de um homem tentando reduzir o desemprego em nosso país. A coisa foi feita como um ato secreto, pois se todos soubessem que há emprego no senado, uma fila quilométrica se formaria na Esplanada dos Ministérios em Bsb – seria um caos.

“Brasileiros e brasileiras”, ou deveríamos dize…

Lucas 19.1-10

Imagem
O que é a alegria indizível? Uma pergunta muito importante para aqueles que procuram entender o que de fato se passa na vida de cristãos que, mesmo nas piores situações, se sentem confortados nas mãos de Deus. Penso que uma personagem na Bíblia pode exemplificar tal alegria.

Zaqueu foi um cobrador de impostos e muito rico, pois explorava muito sua posição, a qual lhe permitia cobrar o quanto quisesse a mais do que era exigido pelo império Romano. Pessoas como ele e o evangelista Mateus, isto é, publicanos, eram odiadas pelos judeus, pois eram vistas como traidores, que abandonavam e exploravam seu povo por Roma. Mas esse homem, acostumado a juntar e explorar, passou a ter alegria numa atitude completamente oposta.

Ele teve um encontro com o Senhor Jesus e descobriu algo que poderia lhe dar uma alegria tão profunda, que tudo o que ele havia juntado lhe pareceu pequeno. Após todo o esforço para ver Jesus passando e ser identificado por ele, Zaqueu teve a oportunidade única de receber o S…

500 anos de Calvino

Imagem
Não poderia me negar a escrever algo sobre Calvino. Hoje, em seu quincentenário de nascimento, posso dizer que, pessoalmente, louvo a Deus pela vida deste homem. Essa figura controversa, aliás, mais controversas pelas histórias fantasiosas sobre ele do que pela verdade, tem grande importância em minha vida. Sua teologia trouxe grandes transformações em minha forma de ver a Deus, portanto, o mundo.

Sua ênfase na soberania divina teve grande influência em meu entendimento sobre os fatos, o que me levou a deixar de ser uma pessoa extremamente ansiosa. Com a confiança de que todas as coisas estão na vontade de Deus, passei a descansar em sua vontade – afinal, doendo ou não, que lugar melhor para estar do que a vontade de Deus.

O modo como Calvino enxergou a criação pela soberania divina, também trouxe grandes transformações em minha vida. Ao ver que o Criador fez todas as coisas para sua satisfação, abandonei aquela visão antropocêntrica, na qual a criatura se coloca como o centro da existê…

Como Deus lida com o pecado.

Imagem
No sermão deste último domingo iniciei o mês de Oséias. Neste ano tenho pregado em cada mês num único livro. Já passamos por Josué, Juízes, 1Samuel, Salmos, Eclesiastes e agora é a vez de Oséias.

O ministério profético deste homem é bem controverso, tendo em vista o modo como Deus quis que o profeta se dirigisse à Israel. Oséias não só deveria lançar luz sobre a infidelidade do povo em seguir o pacto, mas deveria ele mesmo viver a infidelidade. Para isso, Deus lhe deu a ordem de casar-se com uma mulher “de prostituição e ter filhos da prostituição”. De modo controverso, Oséias iria mostrar com seu casamento e filhos toda a insatisfação de Deus com aquele que seria simbolicamente chamado através de um dos filhos de Oséias de Não-meu-povo.

O profeta viveu entre os anos 750-22a.C, período da maior crise espiritual de Israel. Sua área de atuação foi no reino do Norte, que ficou com o nome Israel. Interessantemente ele situou-se no tempo de reinado de reis do sul, ou seja, Judá, citando o n…

Corra que a ambulância vem ai!

Imagem
Essa foi tão absurda que merece uma postagem especial. Bom, que Carapicuíba é o subúrbio do inferno todo mundo que conhece já sabe, mas que aqui até a ambulância quer te mandar mais cedo para lá é o que nem todos sabem. Refiro-me a um ocorrido na última semana aqui perto de casa.

Um homem foi atropelado no cruzamento da Av. Inocêncio Seráfico (passarela principal do inferno) com a Estrada Ernestina Vieira (rua do Posto da Vila Dirce). Até ai, algo normal, principalmente para esse ponto da avenida, muito movimentado, mas o problema é que o atropelado, que ficou ali na calçada todo quebrado aguardando a chegada do SAMU, ficou num estado ainda pior quando a ambulância que vinha resgatá-lo passou por cima dele! O estado do atropelado que já não era dos melhores passou para gravíssimo.

O cara já foi atropelado em Carapicuíba, ou seja, já não ia receber o melhor dos tratamentos, e me vem a ambulância e passa por cima dele. Pelo jeito, se morar aqui é algo que não se deseja nem para o pior ini…

Uma fábula chamada Brasil.

Imagem
Você não ama o Brasil? Eu sim. Esse país, com todas essas praias, paisagens de matas virgens e tão densas que parecem um mar de plantas cujo fim os olhos não alcançam. Mas as belezas naturais são o de menos nessa história toda. O que me faz amar esse país é a veia lúdica e a camaradagem. Vivemos como crianças num conto de fadas, no qual o fantasioso é a justiça, e a infantilidade está na imaturidade do caráter que faz de nossos governantes camaradas de bandidos.

Edmar Moreira, o deputado do castelo, foi absolvido em seu processo. Além de um castelo não declarado, ele era acusado, no conselho de ética da câmara, de ter apresentado notas de um serviço de segurança prestado por sua própria empresa. As irregularidades começam na prestação do serviço em si e passam pelo fato de que a lei não permite que reembolsos sejam pagos em dinheiro, só por depósitos bancários. Mas, é claro, que nada aconteceu, seu nome não ficou tempo suficiente na mídia para que os deputados temessem a opinião públi…

Um Homem! Um Deus!

Imagem
Meu irmão Eli Lopes morreu. Essa semana minha igreja teve seu primeiro dia útil com a triste perda de um de seus membros mais ativos e admirados por sua fé. Creio que todo choro que vi vinham de pessoas que sinceramente conheceram e foram abençoadas pela convivência com esse homem de Deus.

Lembro-me de quando cheguei nessa igreja e logo fui recebido com carinho e apoio pelo Eli e sua esposa, Maria. Muitos outros irmãos me trataram com grande receptividade, mas por esses irmãos me senti logo adotado. A simplicidade de seu entendimento bíblico da fé e da vida o fizeram uma pessoa receptiva, equilibra e exemplar em seu procedimento.

Vindo do Rio de Janeiro, experimentou o sofrimento de um casamento marcado pela impiedade de uma esposa egoísta. Mas sua vinda à Carapicuíba lhe reservou o grato encontro com sua atual viúva, Maria. Depois do sofrimento a benção de um casamento com uma irmã em Cristo. De ambos os lados filhos de um primeiro relacionamento que logo se adotariam como família.

Os …

Um homem? Um ídolo?

Imagem
Michael Jackson morreu. Creio que, apesar de suas esquisitices, a maioria se entristeceu com esse fato. Pessoalmente, vejo as imagens das diversas tentativas minhas, na infância, de fazer o Moon Walker. Lembro-me do medo que sentia ao ver Thriller com todos aqueles vampiros. É interessante, diante disso, como uma pessoa, de tão longe, participa tanto de nossas vidas. Mas não só de boas influências viveu Michael.

Seus problemas com sua aparência, suas dificuldades de relacionamento revelavam um ser humano comum. A idolatria por um homem parece distorcer uma simples morte e transformá-la na morte de um messias. Como diz o ditado, após a morte, todo mundo vira santo. Não estou tentando manchar a imagem deste grande artista, mas lembrar-nos de que se trata de mais um ser humano que se vai e, com ele, suas qualidades e defeitos.

Mas falando de sua vida, vemos ali um campo muito fértil para a psiquiatria e psicologia. Um homem com imensos transtornos, neuroses, vazios, complexos, enfim, Mic…

Brasília, além da corrupção.

Imagem
Já nos acostumamos a olhar para Brasília como um lugar de corrupção, mentiras e pizza. Como um bom brasiliense não gosto daquelas piadinhas que fazem referência a isso; sempre escuto aqueles que dizem: “Há! Você é de Brasília? Terra de ladrão”, e sempre respondo: “Não! Sou da terra para onde os ladrões vão, vindos de São Paulo, Minas, Rio, Maranhão e etc.” Mas eu tenho muito mais a dizer de Brasília do que essa simples defesa. Minha terra, apesar desta imagem horrível tem grandes atrativos para seus nativos. Falando em gastronomia, até mesmo aqueles que são de fora, como minha esposa, adoram a Dom Bosco. É uma pizzaria na 307 sul, que desafia as leis da física. Ela atende uma multidão de uma vez, todos dentro de um espaço mínimo e todos bem servidos com uma pizza de massa de pão, com molho de tomate especial e aquela mussarela com orégano. Não existem outras opções, mas você também não vai querer. É algo indescritível e desafiador. Conheço pessoas que comem nos melhores restaurantes do…

Já se olhou no espelho?

Imagem
Todos acompanharam, sem muitas surpresas, o samba do crioulo doido que se instalou no Senado Federal. De fato, a instalação de tal não ocorreu nos últimos dias, mas somente agora o caldo derramou. Ainda que sem surpresas, tenho certeza que a revolta não diminui por isso, essa apenas deve ser somada às tantas outras que, como bons brasileiros, já guardamos em nossa coleção de escândalos patrocinados por nosso dinheirinho surrado e protagonizados por nosso governantes.

Por outro lado, tem algo que me revolta muito mais: “o sujo falando do mal lavado.” Esse é o povo brasileiro; adora criticar e apontar o erro dos outros, mas não quer admitir seus próprios erros. Não querendo justificar as atitudes daquela quadrilha eleita para o senado e câmara, mas, o que nós, como povo, podemos falar? Estamos onde estamos por nossa culpa, não de nossos governantes. Somos um povo acomodado, individualista e corrupto.

Todos adoram protestar contras as coisas erradas, mas quantos, de fato, fazem algo. Nosso…

Crenças - Steve Turner

Imagem
Creeds, by Steve Turner
Nós acreditamos no marxfreuddarwinismo
Nós acreditamos que tudo está bem
contanto que você não machuque ninguém,
segundo sua definição de machucar,
e segundo seu conhecimento.

Nós acreditamos no sexo antes, durante e após o casamento.
Nós acreditamos na terapia do pecado.
Nós acreditamos que adultério é engraçado.
Nós acreditamos que a sodomia é OK.
Nós acreditamos que tabus são tabus.

Nós acreditamos que tudo está melhorando, a despeito de todas as evidências contrárias.
A evidência deve ser investigada,
e você pode provar qualquer coisa com a evidência.
Nós acreditamos que há algo nos horóscopos, UFO’s e paranormalidade;
Jesus foi um bom homem
assim como Buda, Mohammed, e nós mesmos.
Ele era um bom professor de moral
embora pensemos que sua boa moralidade fosse ruim.
Nós acreditamos que todas as religiões são basicamente a mesma –
pelo menos aquela que nós lemos era.
Todas elas acreditam no amor e na bondade.
Elas apenas diferem nas questões de criação, pecado, céu, inferno, Deus…

"muitos, vendo os sinais que ele fazia, creram no seu nome; mas o próprio Jesus não se confiava a eles, porque os conhecia a todos."

Imagem
No evangelho de João 2.23-3.21 vemos a história de Nicodemus. Inicio sua história no capítulo 2, mesmo que seu nome só seja citado no capítulo 3, pois o que está neste capítulo é um exemplo específico do que se fala nos versos 23 a 25 do capítulo 2. Nesses três versos vemos João descrevendo um fato muito curioso. Ele descreve que pessoas viram os sinais de Cristo e creram nele, mas o Senhor não se “confiava” a eles. Mas por que? O texto diz que as pessoas creram em Jesus; o que estava errado?

Repare que o texto nos diz que o Senhor não se confiava a eles e que conhecia a todos – que maravilhoso conhecimento! Mas esse é acompanhado de uma segunda nota que nos informa que Cristo conhece a natureza humana e não precisava que ninguém lhe testemunhasse sobre isso. De repente, é inserida a história do encontro de Nicodemus com Jesus. Agora, digo de repente pelo fato de que em nossas edições o texto é divido em capítulo, mas se o lermos como seria no original, não separaríamos o que está no c…