"Eu Sou"

Uma frase tem ocupado muito minha mente: “Ainda que o Senhor não nos tivesse dado promessas, e não nos tivesse abençoado tanto, e não nos tivesse justificado em Cristo, ainda assim ele continuaria a ser digno de toda honra, glória e louvor e completa dedicação de cada ser humano. Servi-lo tem a ver com seu ser, antes de tudo. Suas obras só acrescentam mais motivos para que o sirvamos.”
A frase é minha mesmo e me ocupou tanto pelo fato de enfatizar o ser de Deus acima de qualquer coisa. Estamos tão acostumados com o louvor motivados pelas obras e promessas eternas de Deus, que penso que esquecemos que se Deus não tivesse dado, feito ou prometido qualquer outra coisa, seu grandioso ser e o simples fato de que por isso ele é o Criador, já deveria ser motivo suficiente para o servirmos.
Gosto de me lembrar da conversa entre o Senhor e Moisés. Este, com a incumbência de falar com o Faraó para que libertasse Israel, pergunta a Deus qual era seu nome. A resposta do Senhor não poderia ser mais profundamente simples; ele disse: “EU SOU O QUE SOU”. As poucas palavras definem tudo sobre nosso Senhor.
Ao dizer-se o Eu Sou, Deus está colocando-se como aquele que é absoluto e tudo em si mesmo. Diferentemente de nós que nos qualificamos a partir das relações que temos com lugar que nascemos, as pessoas com as quais convivemos, as atividades que desenvolvemos, o Criador é o que é em relação a si mesmo. Ele é autorreferente, independente, imutável, eterno, perfeito, onipotente, onipresente, onisciente e por todas estas coisas ele é o Criador e sustentador de tudo que existe. Por isso, ainda que ele não faça mais nada em nossas vidas, além de nos dar a vida e sustentar nosso dia a dia, ele é digno de nossa completa dedicação.
Não espere que algo que lhe seja dado ou que alguma promessa se cumpra. O Senhor é o que é e por isso nós lhe devemos o louvor, o serviço e toda admiração e gratidão. Nós somos por que Ele é. Ele é por si mesmo.

Comentários

  1. Como a algum tempo que não fazia uma visita, hoje resolvi ver o que está a escrever.É o anseio da minha alma que Jesus seja consigo, e encaminhe seus passos pela vereda da justiça. E que Ele cresça na sua vida de maneira que seja visto pelas pessoas que rodeiam sua vida, que o amor de Jesus fortaleça sua vida, e seja como um rio transbordante. Também resolvi dizer-lhe que embora não te conheça mas em Cristo te amo, e continue a ser luz. Um abraço.

    ResponderExcluir
  2. Irmão Antonio Batalha,

    muito me alegra esse amor que há em Cristo. Grato por seus votos e receba o mesmo amor em nosso Senhor. Ore sempre por mim e meu ministério, a fim de que a Palavra possa sempre encontrar um caminho de fidelidade em meus lábios e dedos.

    Grande abraço.

    ResponderExcluir
  3. Paz! O simples fato de Ele ainda voltar seus olhos para nós já devia um motivo de gratidão.O nosso erro geralmente é somente buscarmos aquilo que Ele pode nos dar e não a pessoa Dele.Ele é Digno, simplesmente Digno.Abraço!

    ResponderExcluir
  4. Irmã, infelizmente é verdade. Se pelo menos o buscássemos pelo que desejamos por ser ele quem é, seria menor o erro. Mas não, simplesmente queremos e achamos que ele tem algo a ver com isso, quase que por acaso.

    Abraço.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

"Alegrei-me quando me disseram: vamos à casa do Senhor" (Sl 122.1)

Qualidades essenciais do conselheiro cristão

O conceito bíblico de liberdade