Uma necessidade de todo pastor


Ontem, tivemos um encontro muito prazeroso no Seminário Teológico Presbiteriano Rev. José Manoel da Conceição – onde fiz meu bacharelado. Foi muito bom rever amigos e conhecer alguns alunos anteriores ao meu tempo e também foi muito agradável ouvir o irmão Rev. Antônio Coine.

Ouvimos da experiência pastoral deste irmão com mais de 42 anos de ministério. Muito se aprendeu e posso dizer que pessoalmente muito me motivei com as palavras deste irmão. Algo, porém, calou mais fundo em meu coração.

Quando falávamos sobre a vida devocional dos pastores, ouvindo atentamente ao irmão Coine, compreendi que, na solidão pastoral, a vida devocional do pastor é o momento em que ele pastoreia seu próprio coração, abrindo-se na presença de Deus. E nesses 10 anos de ministério, posso dizer que essa é uma das lições mais preciosas que aprendi ao longo da caminhada pastoral.

Um pastor que não se debruça sobre a Bíblia sem aquele ar profissional de se tirar dali um sermão, desaprende a admirar a Palavra de Deus. Penso que os sermões “xoxos”, de pouca piedade e sem nenhuma carga da emoção do pregador é fruto disto. A falta de uma vida devocional não é, necessariamente, a morte de um ministério pastoral, mas, certamente, é o esfriamento do púlpito.

O pastor deve chegar ao púlpito sabendo que está comunicando a verdade mais profunda e necessária ao homem. O púlpito é a panela da fé da igreja. É ali que ela é esquentada e motivada a produzir seus frutos. É diante das promessas de Deus, da narração de sua ação sobre nossas vidas e das doutrinas que explicam nossa existência e relação com Deus, com o próximo e com as coisas que receberemos todo o incentivo, para evangelizar, levar uma vida santa e a esperar ansiosamente o desfecho da história de redenção: a volta de Cristo.

Uma vez ouvi de uma ovelha seu entendimento do ministério pastoral: “O pastor não está ai para nos carregar nos dias ruins, mas para nos preparar a enfrentá-los segundo a verdade bíblica.” Isso me deixou extremamente feliz. É muito bom ver que o ensino chega a algum lugar. É motivador ver, ainda que uma só ovelha, compreendendo melhor a vida, segundo o ensino bíblico.

Contudo, duvido muito que esta compreensão seria possível, se tal irmã não fosse pastoreada por pessoas ávidas pela Palavra e que vivessem uma única ansiedade: de ver toda a glória prometida por Deus o quanto antes.

Posso dizer que o que mais me motiva; o que mais me faz levantar toda manhã; o que mais me alegra e pelo que mais anseio é pela volta de Cristo. Esse anseio não vem do ministério; esse desejo não nasceu de meu pastoreio sobre as ovelhas, mas do pastoreio de Deus sobre minha vida, por meio de sua Palavra. É a Escritura que me ensina sobre isso, ainda que vejamos pregadores tidos como crentes, negando a realidade da volta de nosso Redentor, relegando tudo ao “medievalismo”.

Lembro-me das palavras de Paulo a Timóteo:

Ninguém despreze a tua mocidade; pelo contrário, torna-te padrão dos fiéis, na palavra, no procedimento, no amor, na fé, na pureza. Até à minha chegada, aplica-te à leitura, à exortação, ao ensino. Não te faças negligente para com o dom que há em ti, o qual te foi concedido mediante profecia, com a imposição das mãos do presbitério. Medita estas coisas e nelas sê diligente, para que o teu progresso a todos seja manifesto. Tem cuidado de ti mesmo e da doutrina. Continua nestes deveres; porque, fazendo assim, salvarás tanto a ti mesmo como aos teus ouvintes. (1Tm 4.12-16)


O apóstolo ensinou a seu pupilo a importância da dedicação devocional, na leitura e na meditação, para que sua prática fosse a correta. Muitos pastores estão querendo pastorar, mas só lendo as Escrituras numa perspectiva externa, ou seja, lendo só para aplicá-la aos outros. É na leitura devocional que aplicamos as Escrituras a nós mesmo. Sem isso, nos dissociamos do ensino e começamos a nos dar certos “direitos”, que mais nos fazem parecer profissionais e mercandejadores da Palavra, que pastores.

Muitos são os pastores que pensam ter sucesso. Muitos são pastores que pensam ser mal sucedidos. Via de regra, a semelhança entre esses dois casos é que em ambos o apreço pela Bíblia, pela oração já se tornou algo do passado. Por isso, me apego ao ensino do salmista:

Bem-aventurado o homem que não anda no conselho dos ímpios, não se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores. Antes, o seu prazer está na lei do SENHOR, e na sua lei medita de dia e de noite. Ele é como árvore plantada junto a corrente de águas, que, no devido tempo, dá o seu fruto, e cuja folhagem não murcha; e tudo quanto ele faz será bem sucedido. Os ímpios não são assim; são, porém, como a palha que o vento dispersa. Por isso, os perversos não prevalecerão no juízo, nem os pecadores, na congregação dos justos. Pois o SENHOR conhece o caminho dos justos, mas o caminho dos ímpios perecerá. (Salmo 1)

Comentários

  1. Com carinho para você!

    SALMO 23

    O SENHOR É MEU PASTOR,
    Isto é relacionamento!

    NADA ME FALTARÁ,
    Isto é suprimento!

    CAMINHAR ME FAZ EM VERDES PASTOS,
    Isto é descanso!

    GUIA-ME MANSAMENTE A ÁGUAS TRANQUILAS,
    Isto é refrigério!

    REFRIGERA A MINHA ALMA,
    Isto é cura!

    GUIA-ME PELAS VEREDAS DA JUSTIÇA,
    Isto é direção!

    POR AMOR DO SEU NOME,
    Isto é propósito!

    AINDA QUE EU ANDE PELO VALE DA SOMBRA DA MORTE,
    Isto é provação!

    EU NÃO TEMEREI MAL ALGUM,
    Isto é proteção!

    PORQUE TU ESTÁS COMIGO,
    Isto é fidelidade!

    A TUA VARA E O TEU CAJADO ME CONSOLAM,
    Isto é disciplina!

    PREPARAS UMA MESA PERANTE MIM NA PRESENÇA DOS MEUS INIMIGOS,
    Isto é esperança!

    UNGE A MINHA CABEÇA COM ÓLEO,
    Isto é consagração!

    E MEU CÁLICE TRANSBORDA,
    Isto é abundância!

    CERTAMENTE QUE A BONDADE E A MISERICÓRDIA ME SEGUIRÃO TODOS OS DIAS DE MINHA VIDA,
    Isto é benção!

    E EU HABITAREI NA CASA DO SENHOR,
    Isto é segurança!

    POR LONGOS DIAS,
    Isto é eternidade!

    Que o Senhor te abençoe e te guarde!

    ***Lucy***
    http://frutodoespirito9.blogspot.com/

    A propósito, caso ainda não esteja seguindo o meu, deixo aqui o meu convite.

    Paz, saúde e felicidades a você e toda sua família é o meu desejo e oração.

    Em Cristo,

    ***Lucy***

    P.S. Visite também:
    http://discipulodecristo7.blogspot.com/
    Temas bíblicos e mensagens abençoadoras.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

"Alegrei-me quando me disseram: vamos à casa do Senhor" (Sl 122.1)

Qualidades essenciais do conselheiro cristão

O conceito bíblico de liberdade